Buscar
  • Luiz Campos

A tireoide e a gestação

A tireoide produz hormônios responsáveis pela regulação de vários órgãos no nosso corpo. Durante a gestação, a adequada produção de hormônios tireoidianos maternos é essencial para a saúde da mãe e do bebê. O desenvolvimento neurológico da criança é dependente dos hormônios tireoidianos. O feto não produz esses hormônios no primeiro trimestre da gestação, e o faz em pouca quantidade até por volta da 20ª semana, portanto, ele é completamente dependente da produção materna antes disso. Algumas consequências de disfunções tireoidianas da mãe durante a gravidez são a pré-eclâmpsia e hipertensão materna, parto prematuro, abortamento, retardo mental da criança e malformações congênitas nos casos mais graves, dentre outros, a depender se há hipofunção ou hiperfunção da tireoide.


Portanto, mulheres que desejam engravidar e que possuem doença tireoidiana, ou suspeita para tal, devem avaliar sua função tireoidiana idealmente antes da concepção. Algumas escolas recomendam ainda a dosagem do TSH em todas as gestantes, embora isso não seja consenso. Deve-se atentar que os níveis de TSH, T4 livre, T4 total e T3 (exames que utilizamos na avaliação da saúde da tireoide) sofrem influência da gravidez, e seus valores de referência são diferentes das mulheres não grávidas. Procure um endocrinologista, em conjunto com seu obstetra, caso encontre alguma alteração da tireoide.


Julia De Luca Maccarini

Endocrinologista e Metabologista

CRM 20119/RQE 17283

6 visualizações0 comentário